Notícias
21/10/2016 – 08h44 | última atualização em 24/10/2016 – 12h59

OAB/RJ vai ao TJ requerer providências quanto à possível greve

Fonte: redação da Tribuna do Advogado
Nesta sexta-feira, dia 21, às 13h, o presidente da OAB/RJ, Felipe Santa Cruz, participará de uma reunião na presidência do Tribunal de Justiça (TJ) para debater a questão da greve dos servidores do Judiciário, que ameaçam suspender as atividades devido a um pedido de reajuste salarial. No encontro, Felipe entregará ofício requerendo que o tribunal envide esforços para evitar a paralisação anunciada pela categoria. “Uma greve neste momento de crise aguda e às vésperas do final do ano é uma irresponsabilidade que causará severos danos à sociedade e aos advogados. Por isso, vamos tentar negociar”, afirma.

Em ofício assinado por ele, a Seccional defende que “a paralisação dos serviços judiciais estaduais, além de impedir a proteção de diversos direitos materiais, deixa vários advogados sem nenhuma remuneração”, sendo que muitos colegas não têm renda fixa, dependendo diretamente dos mandados de pagamento para sobreviver. 

Em outro trecho do documento, a OAB/RJ lembra que a advocacia já foi bastante prejudicada em 2016 pela greve dos bancários. Na época, a compensação de mandados de pagamento ficou suspensa por mais de um mês.  

Segundo Felipe, em caso de realização da greve, a Ordem requere o corte do ponto dos servidores que participarem. "Solicitamos também que sejam tomadas as providências cabíveis para que se mantenha, nesse período, o efetivo mínimo legal de 80% de serventuários trabalhando regularmente em todas as repartições do Poder Judiciário do estado, atendendo a todas medidas urgentes e expedindo os mandados de pagamento", explica. 
 
A greve
 
Diante da possibilidade de greve por tempo indeterminado, cujo início seria ainda no mês de outubro, a OAB/RJ já havia publicado, no começo da semana, uma nota oficial demonstrando preocupação quanto ao impacto negativo da medida. No texto, a Seccional destaca que "a inabilidade na gestão de recursos do Tribunal de Justiça do Rio e a decisão dos funcionários pela paralisação vão ampliar a grave recessão que assola o Estado, aprofundando os prejuízos à tramitação dos processos, à economia e à vida do cidadão". Leia a íntegra
 
No último dia 19, os serventuários fizeram uma paralisação de 24 horas. Eles cobram a reposição da inflação, entre outras demandas.
PUBLICIDADE
OAB/RJ - Av. Marechal Câmara, 150 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20020-080 - Fones: (21) 2730-6525 / (21) 2272-6150
atendimento@oabrj.org.br - 2012 - OAB/RJ online - Todos os direitos reservados.
Fechar(x)