Notícias
07/12/2017 – 17h47 | última atualização em 07/12/2017 – 18h00

Castells: "Vivemos uma crise do modelo da democracia liberal"

Fonte: redação da Tribuna do Advogado
Foto: Bruno Marins |   Clique para ampliar
O sociólogo espanhol Manuel Castells participou, nesta quarta-feira, dia 6, do seminário Perspectivas Contemporâneas, uma realização da OAB/RJ em parceria com os institutos Novos Paradigmas (INP), Joaquin Herrera Flores, Casagrande e BR Artes. O evento aconteceu no Teatro Oi Casa Grande, no Leblon.
 
Diversos intelectuais e representantes da sociedade civil estiveram, pela manhã, em um colóquio com Castells em torno de questões inerentes à democracia contemporânea, a partir dos eixos temáticos Direito, democracia, gestão pública e educação. Em sua exposição, de cerca de 30 minutos, o sociólogo afirmou que vivemos atualmente uma crise da democracia liberal em todo o mundo. Ele evitou apresentar soluções prontas para os problemas brasileiros, ressaltando que cada país tem suas especificidades.
 
Sobre a questão ideológica do embate entre diferentes visões de mundo, Castells defendeu que para transformar o atual estado de coisas é necessário romper com as estruturas estabelecidas. “O processo determina o produto. Não é qualquer meio que vale. Se a esquerda usar os mesmo métodos da direita não vai construir algo diferente, vai construir o mesmo sistema com programas diferentes”, disse.
 
Em sua fala, o presidente da OAB/RJ, Felipe Santa Cruz, analisou o quadro político recente, fazendo um resumo histórico do período da redemocratização até hoje, ressaltando, nesse contexto, a importância da Constituição Federal de 1988. “A geração da redemocratização tem contas a acertar com o que aconteceu no Brasil nos últimos 20 anos. A Constituição Federal é nossa barreira de proteção de direitos. Após junho de 2013, apesar da mobilização nas ruas, a elite brasileira se descolou da necessidade do voto. Independente da opinião dessa massa que se organiza e protesta, o atual governo faz o contrário do que as pessoas exigiam. As pessoas queriam transporte, educação, e vivemos de lá para cá um processo de retirada de direitos, que pode culminar em 2018 em um governo de extrema-direita”, analisou.
 
Foto: Bruno Marins|   Clique para ampliar
Compuseram a mesa ainda o advogado e ex-ministro da Justiça Tarso Genro; o ex-ministro das Relações Exteriores Celso Amorim, além do diretor do Oi Casa Grande, Marcelo Barbosa. A diretora de Inclusão Digital e secretária-adjunta da Seccional, Ana Amélia Menna Barreto, e a diretora de Cultura e Eventos da entidade, Paula Vergueiro, também participaram do encontro.
 
Conferência de encerramento
 
"O mundo passa por uma crise multidimensional que abarca questões referentes a ecologia, direitos humanos, mercado financeiro, desigualdade social, sexismo e racismo institucional. A solução passa por uma série de reformas, que demandam um consenso. Este, por sua vez, é impossível sem instituições com um mínimo de legitimidade". Foi este o cenário inicial apresentado na conferência A ruptura: a crise da democracia liberal, proferida por Manuel Castells na noite do dia 6. O evento encerrou o seminário Perspectivas contemporâneas.
 
Traçando um panorama mundial, Castells apresentou mais questionamentos do que soluções, abordando a queda de credibilidade abrupta que atinge a classe política, a pós-verdade e as “fake news”, surgidas no rastro da consolidação das redes sociais como meio primordial de comunicação, e a diferenciação de casos isolados da corrupção sistêmica que assola a sociedade em escala global.
 
Na abertura do encontro, a jornalista Flávia Oliveira fez uma “provocação aritmética” ao sociólogo, expondo dados sobre a violência de gênero, o racismo e outras mazelas da sociedade brasileira. Tarso Genro priorizou as mudanças na política contemporânea, citando especificamente a criação de uma frente que, em apenas três meses, elegeu o presidente francês Emmanuel Macron e garantiu maioria parlamentar a seus correligionários. A mediação e a apresentação foram feitos, respectivamente, por Carol Proner (UFRJ) e Vinicius Wu (PUC-Rio).
PUBLICIDADE
OAB/RJ - Av. Marechal Câmara, 150 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20020-080 - Fones: (21) 2730-6525 / (21) 2272-6150
atendimento@oabrj.org.br - 2012 - OAB/RJ online - Todos os direitos reservados.
Fechar(x)