Notícias
31/08/2010 – 16h06

Câmara homenageia três ministros do STJ

Câmara homenageia três ministros do STJ

 

 

Do Jornal do Commercio

 

31/08/2010 - Os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Humberto Martins, Mauro Campbell Marques e Jorge Mussi receberam ontem o título de cidadão honorário do Rio de Janeiro, concedido pela Câmara Municipal. A condecoração faz parte das celebrações da Semana Judaico-Brasileira, que há 16 anos homenageia personalidades brasileiras que se destacaram na prestação de serviços à Justiça e ao País.

 

A homenagem foi proposta pela vereadora Teresa Bergher, esposa do deputado estadual Gerson Bergher, autor da lei de 1994 que instituiu a Semana Judaico-Brasileira. O objetivo da semana é homenagear judeus brasileiros e brasileiros não judeus que contribuem para o desenvolvimento do País, na luta contra a discriminação racial, pela amizade entre nações democráticas, a paz e a prestação da Justiça. "Os ministros não só contribuíram para o Rio de Janeiro, mas são juristas com currículos belíssimos, que dão exemplo para a Justiça e para a sociedade", justificou a vereadora.

 

O alagoano Humberto Martins, ministro desde junho de 2006, se disse honrado em receber o título de cidadão honorário do Rio de Janeiro. Durante a solenidade, ele agradeceu aos cidadãos cariocas e a todos que "cumprem com sua missão de distribuir Justiça com seriedade e brevidade".

 

"Só distribui amor quem tem amor. Eu amo a magistratura, amo a advocacia e amo o Rio de Janeiro", declarou.

 

O ministro Mauro Campbell Marques, que nasceu em Manaus, confidenciou que tem uma ligação íntima com o Rio de Janeiro. Ele estudou na capital fluminense e começou a carreira no Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), onde foi estagiário. "Conheci muita gente maravilhosa aqui. É emocionante para mim e para toda minha família, que veio de Manaus ver um caboclo manauara se tornar cidadão honorário dessa cidade", disse.

 

Jorge Mussi, natural de Santa Catarina, também disse ser uma honra ser filho adotivo do Rio de Janeiro. "Como está esculpido na canção, o Rio de Janeiro continua lindo", disse. O presidente do STJ, Cesar Asfor Rocha, orador oficial da sessão, elogiou os ministros e disse que a homenagem também pertencia ao STJ. "Ao distinguir os ministros, também distingui-se a corte superior a qual eles integram.

 

São ministros jovens e talentosos, fazem parte do futuro do STJ, mas que já têm presença marcada na história do tribunal.

 

Chegaram há pouco tempo no STJ, mas já têm uma posição tão relevante em favor do Direito e da Justiça", afirmou.

 

Cesar Asfor Rocha foi um dos homenageados da Semana Judaico-Brasileira em 2009.

 

Além dos ministros, outras oito pessoas receberam homenagens ontem. O professor Roberto Rosas foi agraciado com a medalha Pedro Ernesto, a mais alta comenda da Câmara Municipal.

 

Os desembargadores José Carlos Maldonato de Carvalho e Mauro Dickstein, os advogados Caio Cesar Vieira Rocha e Eurico de Jesus Teles Neto, o procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Claudio Soares Lopes, o chefe da Polícia Civil do estado, Allan Turnowski e o médico Francisco Barreira receberem a medalha Albert Sabin, o cientista judeu descobridor da vacina contra a poliomielite.

OAB/RJ - Av. Marechal Câmara, 150 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20020-080 - Fones: (21) 2730-6525 / (21) 2272-6150
atendimento@oabrj.org.br - 2012 - OAB/RJ online - Todos os direitos reservados.
Fechar(x)