Notícias
06/01/2015 – 12h47

Coronel da PM acusado de apoiar nazismo é exonerado

Fonte: jornal O Estado de S. Paulo
Suspeito de incitação à violência e nazismo, o comandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Rio, coronel Fábio Almeida de Souza, de 45 anos, foi exonerado ontem pelo secretário estadual de Segurança, José Mariano Beltrame.
 
O oficial era um dos principais nomes da corporação. Nos últimos dois anos, além de liderar por duas vezes o Choque, foi comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e chefiou a guarda pessoal de Beltrame. Ontem, o secretário negou que soubesse das denúncias quando nomeou o coronel para o cargo.
 
O caso veio à tona no fim de semana, com reportagem da revista Veja que revelou a troca de mensagens com teor nazista entre o coronel e outros oficiais. "É a vontade do Führer", escreveu um deles sobre o comandante, em referência a Adolf Hitler. Nas manifestações de junho de 2013, Souza chefiava o Choque. Por causa do excesso de violência com manifestantes, foi afastado. Dois meses depois, ganhou o comando do Bope.
 
O Choque, então, ficou sob o comando do tenente-coronel Márcio Rocha, desafeto de Souza. Em janeiro de 2014, Rocha foi vítima de tentativa de assassinato. A Corregedoria Interna da PM instaurou inquérito e, nas investigações, surgiu a troca de mensagens entre o coronel e comandados em grupo do WhatsApp. Por causa delas, o militar foi afastado do Bope pelo então comandante-geral da PM, coronel José Luís Castro.
 
Em entrevista à Veja, ex-comandante afirmou que, quando decidiu afastar o coronel, em abril de 2014, comunicou o motivo a Beltrame. "Estive pessoalmente na sala do secretário e informei o que tinha ocorrido. Ele só me pediu que o transferisse para a Secretaria de Segurança", disse Castro, "demitido" do comando-geral em novembro por Beltrame.
 
O secretário negou: "Não tenho o teor daqueles diálogos". Ontem, Beltrame disse ter tomado conhecimento das mensagens no fim de semana, ao ler a reportagem.
PUBLICIDADE
OAB/RJ - Av. Marechal Câmara, 150 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 20020-080 - Fones: (21) 2730-6525 / (21) 2272-6150
atendimento@oabrj.org.br - 2012 - OAB/RJ online - Todos os direitos reservados.
Fechar(x)