CDAP faz reunião com representantes do BB sobre as filas na agência do fórum

 

 

Da Tribuna do Advogado

 

15/11/2007 - O presidente e a secretária-geral da CDAP, Marco Enrico Slerca e Victória Sulocki, fizeram uma reunião na segunda-feira, dia 12, com representantes do Banco do Brasil, para tratar de queixas de advogados em relação às filas na agência do Fórum do Rio de Janeiro. Foram debatidas providências para que o problema seja sanado e já está em vigor o seguinte:

 

1) Um serviço de triagem na entrada da agência, para a verificação da indisponibilidade de mandados. Se o mandado estiver disponível, o advogado preencherá uma ficha na hora e receberá uma senha. Só aguardará na fila quem quiser receber em espécie ou fizer questão do recibo do depósito em conta corrente no mesmo momento. Caso não queira entrar na fila, o advogado entregará a "ficha de resgate", podendo receber o comprovante de depósito no dia seguinte. Para a triagem foram destacados três funcionários: um para dar informações, outro para atender a idosos e gestantes e o terceiro para a triagem comum.

 

2) Uma autorização eletrônica para valores de até R$ 50 mil, que correspondem a 80% dos mandados.

 

3) Uma "autorização permanente de crédito", que pode ser requerida pelo advogado. Para tanto, ele deve comparecer ao caixa, munido de cópia da carteira da OAB, e preencher um formulário próprio, recebendo então um número de protocolo que o habilita ao serviço. A partir daí, o comparecimento à agência deixa de ser necessário.

 

4) A possibilidade de consulta no site da OAB sobre os mandados de pagamentos já liberados. A partir daí, o advogado pode se dirigir à agência para recebimento, ou autorizar o crédito se o valor for até R$ 50 mil.

 

5) Funcionários do BB que visitam todas as Serventias diariamente e recolhem os mandados.

 

6) O Banco do Brasil aumentou o número de funcionários trabalhando na agência. No horário de almoço, eles estão sendo substituídos pelo pessoal lotado na Bolsa de Valores, para evitar solução de continuidade.