A cerimônia de entrega da carteira da Ordem dos Advogados nesta segunda-feira, dia 9, inaugurou a carreira de dezenas de recém-formados e foi também o marco zero do projeto Cheque ESA, que concretiza um dos principais compromissos da gestão Luciano Bandeira: o aprimoramento profissional da advocacia. Trata-se de um cupom de desconto de R$ 100, com seis meses de validade, para ser usado na matrícula de cursos da Escola Superior de Advocacia, a ESA, que acaba de ser ampliada e remodelada. 

A escola dirigida por Sérgio Coelho passou a ocupar três andares do edifício histórico da Avenida Marechal Câmara, 210, que já sediou o Conselho Federal da Ordem. Vizinha do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), a “Super ESA” ostenta agora o título de maior do país. O número de salas quadruplicou. Eram quatro no prédio da Seccional (no número 150 da mesma avenida), agora são 16.

Voltados estritamente à advocacia, com preços que variam entre R$ 200 e R$ 250 e com carga horária de seis aulas em média, os cursos da escola não encontram paralelo no mercado, defendeu Coelho na cerimônia, que foi conduzida pela vice-presidente da Seccional, Ana Tereza Basílio. 

A agora advogada Bianca Soares recebeu o cheque das mãos de Sérgio Coelho / Foto: Lula Aparício

“Esse novo espaço é para receber vocês. Vocês escolheram uma carreira que demanda estudo constante. Em 2017, uma reforma trabalhista mudou tudo. A Medida Provisória da Liberdade Econômica vai interferir em diversas áreas do Direito e ninguém estudou na faculdade a Lei Geral de Proteção de Dados, por exemplo. É aí que entra a ESA, com cursos práticos para instrumentalizar o advogado para exercer sua profissão”, discursou ele, dizendo-se orgulhoso da taxa de 85% de retorno dos alunos à escola.

Além dos cursos pagos, a ESA promove gratuitamente o de certificação profissional (com periodicidade mensal) e diversas palestras. A programação está disponível dentro da aba ESA, no menu principal do site.  

O secretário-adjunto, Fábio Nogueira, o vice-diretor da ESA, Fernando Cabral, o conselheiro da Seccional Antônio Laért Vieira Júnior, e o desembargador do TJ Henrique Figueira completaram a mesa. Esses dois tiveram um propósito a mais: presenciar o recebimento por seus filhos da carteira da advocacia.