Conselho Federal acha 'gravíssimo' alerta do controle internacional de vôos

 

 

Do site do Conselho Federal

 

04/10/2007 - O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto, classificou hoje (04) como "gravíssimo" o alerta do presidente da Federação Internacional de Controladores de Tráfego Aéreo (Ifatca), Marc Baumgartner, de que é apenas uma questão de tempo para que um novo acidente aéreo volte a acontecer no Brasil. Em nota à imprensa, Britto salienta que é também preocupante a afirmação do dirigente de que o comando da Aeronáutica brasileira tem ignorado sistematicamente tentativas de diálogo com aquele órgão, "indiferente às suas advertências e recomendações técnicas".

 

 

A seguir, a íntegra da nota do presidente nacional da OAB:

 

"O alerta do presidente da Federação Internacional de Controladores de Tráfego Aéreo, Marc Baumgartner, de que é iminente novo acidente na aviação brasileira é gravíssimo e impõe às nossas autoridades do setor imediato pronunciamento.

 

Trata-se afinal de advertência de uma autoridade mundial, que, ao contrário do que tem dito o governo brasileiro, reafirma a precariedade do nosso sistema aéreo e faz previsões catastróficas de curto prazo, caso não haja imediatas mudanças estruturais, que incluem modernização de equipamentos e desmilitarização do setor.

 

Preocupante é também a afirmação de que o comando da Aeronáutica brasileira vem ignorando sistematicamente tentativas de diálogo por parte do órgão internacional dos controladores de vôos, indiferente às suas advertências e recomendações técnicas.

 

A sociedade brasileira, ainda traumatizada com os recentes acidentes que marcaram nossa aviação civil nos últimos meses, constata que o inferno aéreo continua. E já não sabe a quem pedir socorro".