Conselho Federal: sociedade não suporta mais pagar tantos impostos

 

 

Do site do Conselho Federal

 

19/10/2007 - O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, condenou hoje (19), durante entrevista, veementemente, a proposta de prorrogação da CPMF que o governo tenta aprovar no Congresso Nacional, salientando que a sociedade brasileira, "combalida pela voracidade fiscal de sucessivos governos, não suporta mais impostos". Segundo ele, a sociedade tolerou até hoje a CPMF, que tinha caráter provisório, achando que ela melhoraria a estrutura da saúde no País. "Mas nem a saúde beneficia-se de sua arrecadação, nem a provisoriedade está sendo acatada pelo Estado, que quer torná-la permanente", sustenta. Para Cezar Britto, a sociedade anseia, isto sim, que a "alentada carga fiscal que já lhe pesa sobre os ombros produza retorno social mais consistente, à altura do sacrifício que lhe impõe".