Nas áreas de infraestrutura, a concessão de serviços públicos ou de óleo e gás, os contratos de EPC - Engineering, procurement and construction -, reúnem, num instrumento só, o projeto, a construção, a montagem e a compra de equipamentos para uma determinada obra. Este tipo de acordo voltado para a construção de obras de grande porte pautaram um debate na Escola Superior de Advocacia (ESA) nesta terça-feira, dia 12. 

A  coordenadora acadêmica da ESA, Thaís Marçal, conduziu os trabalhos.  O palestrantes foram os advogados e acadêmicos Cristiano Castilhos, Thiago Moreira e Flávio Spaccaquerche Barbosa.