O universo do Direito abraça a cada dia mais o campo da tecnologia. O processo judicial eletrônico foi uma das mudanças que revolucionou o cotidiano da profissão. Há quase dez anos ele faz parte do que é advogar e, mesmo que ainda tenha muitos problemas, possibilitou que os colegas entrassem de vez no Século 21, podendo trabalhar remotamente, por exemplo.

O cenário atual aponta para uma presença cada vez mais forte da tecnologia na vida dos advogados. Para ajudar os colegas que querem inovações e auxílio no trabalho, selecionamos uma lista de aplicativos e softwares que podem ser muito úteis para a produtividade dos escritórios.

- Recorte digital

Com o Recorte Digital é possível receber, por e-mail, um resumo diário de suas publicações no Diário Oficial. O email também traz links diretos com os tribunais, o que facilita o andamento dos processos. O serviço, que é um dos mais utilizados pelos colegas fluminenses, está incluído na anuidade e tem aprovação de 98,5% dos usuários. Quem ainda não utiliza o Recorte Digital precisa se cadastrar na área restrita do Portal da OABRJ. O serviço é exclusivo para colegas adimplentes. 

- Agenda online

Velhos hábitos se transformaram com a popularização da tecnologia nos escritórios. A agenda de papel cada vez mais dá espaço para as agendas eletrônicas. Uma das principais vantagens de utilizar uma agenda online é poder receber notificações e lembretes sobre os eventos, prazos judiciais e reuniões. Além disso, você pode configurar a agenda no seu celular, assim ela ficará acessível em qualquer lugar. Um bom exemplo de agenda eletrônica gratuita é o Google Agenda, que pode ser conectado com a sua conta do Google.

- Armazenamento na nuvem

Ainda no pacote de soluções gratuitas do Google, é possível armazenar 15 GB gratuitamente com o Google Drive. Os documentos podem ser organizados por pastas e compartilhados com os colegas da equipe, tanto via computador como também pelo celular. 

- Gerenciamento de fluxo de trabalho

Um grande desafio ao trabalhar com outras pessoas é o gerenciamento do fluxo de trabalho. Como saber quais atividades as outras pessoas da equipe já realizaram? Para isso servem os softwares de gerenciamento de projetos. Um dos mais utilizados é o Trello, que é gratuito e está disponível para desktop e também para celulares (Android e iPhone). Com ele é possível delegar funções e ter uma noção visual das tarefas que já foram realizadas e as que ainda precisam ser feitas.

- Digitalizador de documentos

Com o processo eletrônico, é muito importante ter os documentos digitalizados. Uma solução provisória é fotografar os documentos físicos, com a própria câmera do celular. Mas, e quando você precisa transformar os arquivos do formato de imagem para o formato PDF? Já existem aplicativos que digitalizam documentos a partir da câmera do celular e, ao invés de salvá-los como imagem, já salvam como PDF. Um deles é o CamScanner, gratuito e disponível pra Android e iPhone.

- Gestão do escritório

Existem, ainda, algumas ferramentas pagas específicas para a gestão dos escritórios de advocacia. Os chamados softwares jurídicos pretendem otimizar as atividades, realizar a gestão dos processos, controlar os prazos e o financeiro. 

E o futuro?

Muitos colegas ainda têm medo da presença das ferramentas tecnológicas nos escritórios, acreditando que elas podem substituir o trabalho do advogado. Guilherme Peres, presidente da Comissão de Inteligência Artificial e Direito da OABRJ, reforça que o trabalho intelectual jamais será substituído. "Um dos papéis do advogado que entende de tecnologia é revisar o trabalho do algoritmo, o que pode se tornar, inclusive, um novo campo de trabalho " afirma. 

Um dos exemplos dado por Peres são os softwares que fazem o trabalho de jurimetria, uma forma de tentar prever padrões a partir da análise de decisões de juízes e tribunais específicos. Com os dados em mãos, é possível escolher melhores argumentos e traçar estratégias. "O uso mais intenso desses softwares é uma grande tendência a curto prazo", adianta Peres. Segundo ele, um dos principais entraves para a popularização desse tipo de ferramenta é o idioma. "Não é uma ferramenta que pode ser importada de outros países. Por se basear na linguagem, ela precisa ser criada em português", explica.

Para Peres, esse tipo de ferramenta automatiza um trabalho que é quase humanamente impossível de ser realizado. "É muito dispendioso ler todas as decisões e tentar estudar a cabeça de cada juiz por meio delas, fora que é quase inviável realizar essa tarefa de forma manual. Mas sempre caberá ao advogado validar os resultados dos sistema, tornando o algoritmo cada vez mais inteligente", enfatiza.