O projeto Gabinete Itinerante, que leva dirigentes da OABRJ a locais onde a advocacia milita para ouvir os anseios da classe, visitou o 25ª Juizado Especial Cível, nesta quarta-feira, dia 4. A comitiva da Seccional foi ciceroneada no Fórum Regional da Pavuna pela presidente da OAB/Pavuna, Fátima Lira, pela secretária-geral da subseção, Jaqueline Melo, e pela presidente da Comissão de Juizados Especiais local, Rejane Vieira. 

A percepção geral dos colegas que conversaram com o presidente da Seccional, Luciano Bandeira, enquanto esperavam as audiências é de que a prestação jurisdicional naquela serventia é satisfatória. O mesmo foi dito sobre o tratamento dispensado à advocacia pela juíza titular, Veleda Saldanha. 

O advogado Gelson José Duarte queixou-se, no entanto, de demora na digitação de mandados de pagamento. 

“O problema da demora na expedição e processamento dos mandados de pagamento está sendo identificado por nós, de forma reiterada, na maioria dos juizados que estamos visitando. Entendemos que a dificuldade é causada pela falta de funcionários. Vamos enfrentar essa questão junto ao Tribunal de Justiça”, respondeu Luciano.

A advogada Maria Helena da Costa sinalizou a Luciano a precariedade das instalações, atrasos nas audiências e redesignações de audiências sem intimação na serventia de São João de Meriti, destino de uma próxima edição do projeto Gabinete Itinerante.

Acompanharam Luciano o assessor-executivo da Presidência da OABRJ, Carlos André Pedrazzi,  o presidente da Comissão de Celeridade Processual, Paulo Grossi, o presidente da Comissão de Juizados Especiais da OABRJ, Pedro Menezes, o ouvidor da Seccional Onílio Correia e o presidente da Caarj, Ricardo Menezes.