O presidente da OABRJ, Luciano Bandeira, e dirigentes da Ordem visitaram o Juizado Especial Cível (JEC) de Vila Isabel nesta quarta-feira, dia 30, em mais uma edição do projeto Gabinete Itinerante, uma das novidades desta gestão. A proposta é ouvir in loco os anseios da classe nos locais onde o advogado milita. 

A comitiva foi formada pelo presidente da Caarj, Ricardo Menezes, o procurador-geral da Seccional, Alfredo Hilário, o ouvidor-geral, Carlos Henrique de Carvalho, o assessor especial da Presidência, Carlos André Pedrazzi, e o presidente da Comissão de Celeridade Processual, Paulo Grossi.

Os relatos colhidos por Luciano dão conta de que o juizado tem uma boa prestação jurisdicional. Os colegas elogiaram a assiduidade e o atendimento do juiz titular e dos serventuários, o trabalho do cartório e a rapidez na expedição dos mandados de pagamento. Pediram, no entanto, que a Ordem instale uma sala naquela unidade

“Muitos advogados relatam terem tido o celular roubado nas proximidades do JEC porque precisaram atender uma ligação na rua. Se a lan house da vizinhança não estiver funcionando, ‘ficamos na mão’, sem conseguirmos protocolar”, disse o advogado Reinaldo Dias.  

Os colegas Bianca Barozzi e Rogério dos Santos Gomes fizeram coro. 

“A dificuldade enfrentada neste juizado é a falta de um ponto de atendimento ao advogado, tendo em vista que a região não dá muitas opções de serviço. Tentaremos junto ao TJ um espaço dentro do JEC”, afirmou Luciano.

A advogada Ana Paula de Paiva Pinheiro de Carvalho reputou “fundamental” a iniciativa da Presidência da Seccional de ouvir pessoalmente as demandas da advocacia. “Cada JEC tem suas demandas específicas”, frisou ela.