O dia 12 de maio foi de grandes entregas da OABRJ para a advocacia que milita no interior do Rio. Depois de inaugurar a sede remodelada da OAB/Cachoeiras de Macacu, na Região Metropolitana, o presidente da OABRJ, Luciano Bandeira, e uma comitiva de membros da Seccional subiram a Serra para abrir simbolicamente os trabalhos no novo imóvel da OAB/Teresópolis. 

Instalada em novo endereço (Rua Heitor de Moura Estevão, 270, Centro), a subseção presidida por Rodrigo Cunha agora oferece à advocacia local uma estrutura cerca de quatro vezes maior em termos de área útil e de equipamentos oferecidos aos colegas.

O número de escritórios compartilhados saltou de um para cinco, todos equipados para o peticionamento eletrônico. Havia antes quatro computadores e agora são 12 à disposição dos colegas. Se antes os eventos e cerimônias da subseção eram realizados num pequeno espaço no segundo andar com capacidade para apenas 35 pessoas, agora o novo endereço oferece um grande auditório capaz de comportar cerca de 150 pessoas confortavelmente, com rampa de acessibilidade ligando-o diretamente à rua. 

O novo espaço foi batizado Casa da Advocacia Sidley Fernandes Pereira em homenagem ao ex-presidente (2001 a 2006) morto em março, aos 65 anos, de parada cardíaca durante uma internação por causa da Covid-19. A viúva, Mauriza Fernandes, e os netos Victoria, João Manoel e Vanderleia, representaram a família. 

“Nossa missão é oferecer aos advogados e advogadas todas as condições necessárias para que exerçam a profissão. Não há luxo, mas há funcionalidade. Este plenário vai funcionar para unir toda a sociedade em torno da ordem, já que a advocacia é a voz da cidadania e servirá à Escola Superior de Advocacia (ESA). E o mais importante diante da repentina virtualização da Justiça foi o investimento que fizemos nos escritórios digitais”, afirmou Luciano. 

Em quase 30 meses de atuação, a gestão da Seccional já  ultrapassou a marca de 270 escritórios equipados com webcams instalados nas estruturas da Ordem em todo o estado. 

“Os escritórios digitais são fundamentais. O advogado que procura uma sede da Ordem consegue dispor de internet de alta velocidade, computador de boa qualidade, webcam e climatização para realizar atos processuais”.

O presidente da subseção, Rodrigo Cunha, sublinhou a importância de oferecer equipamentos neste momento em que muitos precisaram fechar escritórios.

“Os colegas terão plenas condições de trabalhar confortavelmente numa estrutura quatro vezes maior, do tamanho da advocacia de Teresópolis, que soma quase 1.200 colegas. A gestão Luciano Bandeira trata com isonomia o advogado da Capital e o do interior, que vê o retorno em serviços da anuidade paga”.

O presidente da Caarj, Ricardo Menezes, exaltou a parceria da OABRJ com a Caixa. “As duas entidades vêm avançando nos serviços que oferecem à advocacia, dando provas de que a anuidade que o colega paga retorna em benefícios”.

Tesoureiro da Seccional, Marcello Oliveira ressaltou que a equipe da gestão Luciano Bandeira vem trabalhando para enfrentar esse momento trágico para a sociedade e tem conseguido dar respostas à advocacia. “Vamos terminar o mandato com muitas entregas para a classe, cumprindo todas as promessas de campanha e dando à advocacia  esperança para o futuro”.

O diretor do Departamento de Apoio às Subseções, Fábio Nogueira, comentou que a Ordem “pagou com sobra” a dívida que a OABRJ tinha com advocacia local. “Tenho orgulho de fazer parte desta gestão porque nenhuma outra enfrentou os desafios que estamos enfrentando. A pandemia impactou os diversos projetos que tínhamos para 2020, mas não deixamos de honrar compromissos”.

Para o coordenador do DAS na Região Serrana e ex-presidente da subseção, Jefferson Soares, a nova sede “terá importância não só para a advocacia, mas para a cidade”. 

A presidente da OAB Jovem da Seccional e da Comissão da Jovem Advocacia da OAB Nacional e também conselheira da OAB/Teresópolis, Amanda Magalhães; o procurador-geral da OABRJ, Alfredo Hilário; o presidente da OAB/Nova Iguaçu, Hilário Franklin, o de Itaboraí, Lauro de Mattos Junior; e o vice-presidente de Teresópolis, Édio de Paula Junior estiveram entre os presentes.