Foto: Lula Aparício  |   Clique para ampliar
 
Clara Passi
Dando continuidade à série As especialistas, em que as mesas são formadas apenas por mulheres que se destacam em suas áreas de atuação, a Comissão OAB Mulher discutiu a atuação advocatícia dentro do Direito médico num evento na manhã desta segunda-feira, dia 29, na Seccional.
 
Patrícia Carvalho representou a comissão. As palestrantes foram as integrantes da comissão de Bioética e Biodireito da casa Melissa Areal Pires, que falou de câncer de mama e a cobertura do tratamento pelos planos de saúde; Daniele Minchetti, cujo tema foi a violência obstétrica e suas implicações jurídicas, e Elaine Lacerda, que tratou da judicialização da saúde e medicamentos de alto custo.
 
O debate transcorreu com participação da plateia, que trouxe casos pinçados da experiência prática dos advogados. O tema que mais suscitou intervenções foi a postura dos hospitais públicos a respeito da conscientização da mulher sobre parto normal ou pela cesariana e as consequências desastrosas que a imperícia e negligência médica pode causar.
 
Carvalho contou que o evento se inseriu no Outubro Rosa, campanha de conscientização sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero.
 
“A ideia foi ir além do Direito médico e falar sobre a saúde da mulher de forma mais ampla”, disse ela.