A OAB Mulher da OAB/RJ promoveu, nesta terça-feira, dia 6, na Seccional, uma edição especial da série “As especialistas” em alusão ao Dia da Advocacia, comemorado no domingo, dia 11. Intitulado “Com a palavra a mulher advogada”, o evento falou dos vários ramos do Direito, como o de Família, o Criminal, o Tributário, o Trabalhista, o Administrativo, o Civil e o do Consumidor, bem como a adoção, sempre sob o prisma feminino. A transmissão está disponível no Canal da OAB/RJ no Youtube.

A abertura dos trabalhos ficou a cargo da presidente da OAB Mulher e diretora de Mulheres da Seccional, Marisa Gaudio, da vice-presidente da OAB Mulher, Rebeca Servaes, da secretária-geral da comissão, Flávia Ribeiro, e da coordenadora do Grupo de Trabalho (GT) de Educação Jurídica do grupo, Bianca Reis. Cada uma também palestrou sobre as áreas da advocacia nas quais operam.

A tônica da primeira parte do evento foram os direitos humanos em suas várias implicações. Dados alarmantes deram o tom dos debates: o Brasil é o 5º país que mais mata mulheres no mundo e seu sistema tributário onera mais negros e mulheres. Elas são maioria no Brasil e têm níveis educacionais em média superiores ao dos homens, mas, ainda assim, sua participação no mercado de trabalho é menor.

Diante de uma plateia majoritariamente feminina, Marisa emocionou-se ao falar sobre os ataques que o presidente da Ordem, Felipe Santa Cruz, vem sofrendo do presidente Jair Bolsonaro, as ameaças de morte que recebeu na internet e as fake news das quais vem sendo alvo. “Felipe abriu as portas para as mulheres nesta casa. Esse Fla-Flu na política tem que terminar”, discursou. “(Neste momento), a instituição seria atacada independentemente de quem estivesse ocupando a Presidência da OAB. A quem interessa uma Ordem fraca? Não compactuaremos com os ataques. Se não estivermos unidos, não avançaremos”.

As outras palestrantes foram a vice-presidente da Comissão de Juizados Especiais Cíveis e coordenadora do GT Prerrogativas da Mulher Advogada, Fernanda Mata; a secretária-adjunta da OAB Mulher, Débora Brazil, a coordenadora do GT Saúde da Mulher, Cinthia Polliane, a coordenadora do GT de Enfrentamento à Violência de Gênero, Marilha Boldt, a presidente da Comissão de Assistência à Pessoa Idosa e Coordenadora do GT Mulheres Idosas, Fátima Henriette, a coordenadora do GT Mulheres na Política, Adriana Villas Boas, e a membro da Comissão de Criança e Adolescente da Seccional Giulia Gianotti.