Atendendo ao pedido feito pela Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União (Fenajufe), a OAB recomenda aos advogados que indiquem em suas petições os endereços eletrônicos (contatos de email e WhatsApp) das partes. A medida é para evitar a exposição dos oficiais de Justiça à Covid-19, permitindo, assim, o cumprimento de mandados por meio remoto. 

No ofício, a Fenajufe destaca que os oficiais realizam atividades externas de cumprimento de mandados e já estão sujeitos a maior exposição à contaminação. "Ressalta-se que temos registrado até o momento doze falecimentos de servidores públicos do Judiciário por Covid-19, sendo seis destes oficiais de justiça, fato que nos preocupa sobremaneira", observa a federação, lembrando ainda que os atos presenciais estão proibidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), conforme Resoluções 313, 314 e 318.