Entre estudantes e advogados, cerca de 90 pessoas lotaram o plenário da OAB/Leopoldina na manhã desta sexta-feira, dia 16, para acompanhar a primeira palestra da série 'Advocacia Cível nas Subseções', ministrada pelo professor Alexandre Flexa. O projeto percorrerá as 63 unidades da Ordem no estado nos próximos meses, reafirmando a capacitação profissional da advocacia como principal bandeira da gestão. "Em um momento de crise, nossa obrigação é oferecer conhecimento, preparar e atualizar os colegas. Nenhuma adversidade dura pra sempre, momentos melhores virão logo e precisaremos estar preparados para aproveitar as oportunidades", afirmou o presidente da OAB/RJ, Luciano Bandeira, durante a abertura do evento.

Tendo como eixo o novo Código de Processo Civil, Flexa pinçou algumas alterações na lei que seguem sendo ignoradas por alguns advogados e magistrados e detalhou, muitas vezes de forma irreverente, alguns equívocos cometidos frequentemente por colegas. "Nesses termos, peço deferimento. Ora, depois de escrever uma petição com dez páginas, será que é mesmo preciso dizer que é nesses termos?" brincou. Durante toda a manhã, Flexa deu dicas para a elaboração de petições iniciais, tratou de exceções permitidas pela nova legislação, como pedidos genéricos de dano moral, e ressaltou a importância da forma, equiparando-a ao conteúdo das peças.

Cerca de 30 alunos do curso de Direito da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) acompanharam a palestra. Foram levados pela professora, a também presidente da Subseção da Leopoldina, Talita Menezes. Sou suspeita para falar, mas a capacitação é importante não só em tempos de universidade, mas durante toda nossa trajetória profissional. É preciso estudar e se aprimorar. Hoje, praticamente metade da advocacia é composta por colegas novos, com menos de cinco anos de profissão. É preciso que a Ordem promova esse contato com quem tem mais experiência", disse, elogiando o projeto capitaneado por Flexa e destacando "a preocupação da atual gestão da Ordem com questões práticas da atuação do advogado e a necessidade de estudo constante diante das alterações legislativas". 

Ana Beatriz Carvalho, de 19 anos, e Iago Luiz dos Santos Vale, 22, foram dois dos estudantes da UFRRJ que acompanharam o evento. Além dos ensinamentos, ambos aprovaram a visita à subseção e o contato com questões práticas da profissão antes mesmo da obtenção do diploma e da aprovação no Exame de Ordem. "As aulas da Talita na faculdade já têm um viés diferente, são voltadas à questões do cotidiano da profissão. Aqui foi possível termos contato com a realidade como poucas vezes conseguimos. Muito importante iniciarmos nossa qualificação além da universidade antes de nos formarmos", analisou Ana Beatriz. Iago Vale complementou: "A palestra refletiu muito o estilo de nossa professora, inclusive em relação ao conteúdo. Sério, mas com pitadas de descontração". 

Flexa exaltou a escolha do aperfeiçoamento profissional como norte da gestão e contou que o intuito do projeto é levas ao interior, de forma presencial, o conteúdo oferecido em plataformas virtuais e na Seccional. O conteúdo das aulas não será o mesmo em todas as subseções. O objetivo, segundo ele, é explorar diferentes aspectos da advocacia cível e permitir que um mesmo advogado assista a diferentes lições, se assim desejar. Algumas cidades são muito próximas, então colegas poderão acompanhar aulas diferentes. A ideia de estimular o estudo e o aprimoramento constante estará sempre presente, mas os temas serão variados", explicou. A presença dos alunos da UFRRJ sensibilizou Flexa: "Fui recepcionado de uma forma incrível e considero que começamos com o pé direito. A manhã de hoje foi o prenúncio de que o projeto será um sucesso", vaticinou.

Formaram a mesa do evento, ainda, o tesoureiro da Caarj e ex-presidente da OAB/Leopoldina, Fred Mendes; a secretária-geral e a secretária-adjunta da subseção, respectivamente Magda Cruz e Andrea Cabo, e a conselheira da OAB/Leopoldina Fátima Cabo.

Veja abaixo o calendário do projeto:

Agosto
16 - Leopoldina – 10h
30 – Nilopolis – 11h

Setembro
27 - Cabo frio – 10h

Outubro
04 – Duque de Caxias – 18h
11 – Teresópolis – 10h
18 – São Gonçalo – 10h
25 – Volta Redonda – 10h

Novembro
8 – Barra da Tijuca – 10h
22 – Petropolis – 10h
29 – Nova Iguaçu – 10h

Dezembro
06 – Araruama- 10h
13 – Valença – 10h