Até o fim deste ano, a digitalização completa dos processos internos da OABRJ será uma realidade. Pensando nos benefícios que a modernização desse fluxo irá trazer não somente para a Ordem, mas para a classe, diretamente, a Seccional já deu início aos trâmites necessários para a migração de todo o seu sistema processual para o meio eletrônico.

A modernização, segundo o presidente da entidade, Luciano Bandeira, foi pensada desde o início da atual gestão visando a dar mais celeridade, transparência e melhorar a dinâmica de acompanhamento de protocolos: “Para começar, o usuário já tem um imenso benefício: não precisará mais comparecer a um ponto de atendimento para dar entrada em algum pedido, como, por exemplo, dar entrada no seu pedido de inscrição na Ordem ou em um registro de sociedades. Além disso, toda a evolução de seus processos poderá ser acompanhada em tempo real na plataforma”.

Ele completa: “A adesão a este sistema coloca a OAB do Rio em um outro nível de atendimento ao público, de atendimento à advocacia e de gestão processual interna”.

Tesoureiro da Seccional e também presidente da Comissão de Prerrogativas da casa, Marcello Oliveira acrescenta o ganho do ponto de vista financeiro: “Teremos uma economia muito grande com os papéis que não serão gastos para todos esses trâmites, além do uso de toner de impressora e dos próprios equipamentos”.

Ele frisa que o sistema vai mudar a forma como a Seccional se relaciona com a advocacia: “Até o fim de 2020 nossa meta é estarmos com esse sistema integrado para iniciar 2021 totalmente digitais, em uma nova era de relacionamento, de entrega de informações”.

Um dos idealizadores da implantação, Oliveira conta que a migração será feita por etapas, todas anunciadas e explicadas antecipadamente pelos canais da Ordem: “Estamos estudando a melhor interface”. Os colegas que já têm certificado digital, conta ele, poderão utilizar na plataforma.

O gerente de Tecnologia da Informação da Seccional, Adolfo Mathias explica que a plataforma estará disponível por um link no Portal. Lá, será possível, não somente dar entrada em processos das mais diversas espécies na Ordem como também se manter constantemente atualizado sobre seu fluxo, evitando, assim, deslocamentos desnecessários à sede. 

Os computadores da OABRJ também funcionarão com o sistema e os setores irão continuar a atender o público que, por qualquer motivo, preferir manter o método presencial. “Porém, o advogado vai poder dar entrada na OABRJ e acompanhar o processo pela plataforma”, explica Mathias.