A OABRJ emitiu uma nota em solidariedade à advogada Ester D'Arc, que se viu despejada de sua casa, no bairro Fonseca, em Niterói, por ordem de traficantes de drogas locais. A Seccional comunicou o fato ao Governo do Estado e prestou auxílio à advogada na 78ª Delegacia Policial.

Confira abaixo a nota emitida pelo presidente da OABRJ, Luciano Bandeira:

Nota oficial

A Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro vem a público manifestar sua revolta e grande preocupação com o caso da advogada Ester D'Arc, despejada na última quarta-feira, dia 3, de sua própria casa, no bairro Fonseca, Zona Norte de Niterói, por ordem de traficantes de drogas que atuam na região.

Ao ser alertada por um vizinho, Ester foi ao local, que também usa como escritório, e se deparou com todos os seus pertences sendo colocados em um caminhão de mudança. Ao tentar entrar no imóvel, percebeu que a fechadura havia sido trocada. De acordo com esse mesmo vizinho, as determinações partiram de traficantes. A advogada acionou a Polícia Militar e seguiu até a 78ª Delegacia Policial, onde recebeu o suporte de representantes da OABRJ.

Arbitrariedades deste tipo são inadmissíveis em um Estado democrático de Direito. A Seccional entrou em contato com o governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, a fim de garantir a proteção  da advogada e pedir providências imediatas sobre o caso.

Luciano Bandeira
Presidente da OABRJ