Mesmo quando fechou seus prédios em cumprimento aos decretos municipal e estadual, a OABRJ não parou de trabalhar em prol da classe durante a pandemia. Uma das prioridades foi incrementar o serviço ofertado pela Seccional ao advogado na ponta, especialmente àqueles que não conseguem manter um escritório ou que se viram desaparelhados diante da virtualização total repentina dos atos processuais. 

Foi com esse senso de urgência em mente que a Diretoria da OABRJ implementou melhorias estruturais previstas no projeto 'OAB Século 21' nas subseções de Três Rios, Miguel Pereira e Vassouras. Nesta quinta-feira, dia 26, o assessor-executivo da Presidência da OABRJ, Carlos André Pedrazzi, e o presidente da Caarj, Ricardo Menezes, foram recebidos pelos presidentes das sedes nas inaugurações.

A OAB/Três Rios ganhou três escritórios compartilhados, um deles com equipamento para audiências virtuais, e uma sala de reunião. 

A presidente da subseção, Marcia Valéria Menezes Piaz de Lacerda, elogiou a atuação da gestão Luciano Bandeira voltada para minimizar o sofrimento imposto à classe pela pandemia.

“As novas estruturas serão proveitosas para a advocacia local e para os colegas que vêm de outras comarcas. Percebe-se que esta administração está preocupada em dar total assistência à advocacia. Mesmo na pandemia, o trabalho continuou a ser feito com seriedade”.

O ex-presidente da OAB/Três Rios Sérgio da Silva, que hoje coordenada o Departamento de Apoio às Subseções (DAS) no Sul Fluminense da OABRJ, saudou o olhar igualitário que a Diretoria da Seccional lança para os colegas da capital e do interior. 

“Esta gestão atende de modo democrático todos os seus inscritos. Mesmo na crise trazida pela pandemia, manteve-se atenta aos anseios da classe”.

Acessibilidade na nova sede de Miguel Pereira


A Subseção de Miguel Pereira saiu de onde estava instalada, o segundo andar de um prédio de difícil acesso para pessoas com dificuldade de locomoção, para um novo endereço, agora térreo, mantendo a proximidade em relação ao fórum local. A nova sede, localizada na Rua Calmério Rodrigues Ferreira  33 loja C,  tem escritório compartilhado, peticionamento eletrônico e sala para videoconferência. 

Presidente da OAB de Miguel Pereira, Antônio de Carvalho Siqueira contou como era penoso para os advogados idosos subir as escadas de onde ficava o antigo imóvel.

“Essa mudança era um pedido antigo dos presidentes anteriores, minha gestão acabou sendo premiada. A diretoria (da OABRJ) fez de tudo para que conseguíssemos este espaço, somos muito gratos”.

Pedrazzi parabenizou a liderança da OAB/Miguel Pereira por batizar a nova casa com o nome do ex-presidente da subseção Darcy Jacob de Mattos, “referência de credibilidade e retidão". Emocionada, a filha de Mattos, Ismênia, recebeu a homenagem in memoriam.

“Meu pai lutou muito para transformar Miguel Pereira em destaque do campo jurídico. Dedicou-se a vida inteira com muito amor e dignidade à Ordem”. 

O delegado do DAS Fábio dos Anjos Souza Batista também esteve presente.

Vassouras amplia número de escritórios e capacidade do auditório


A advocacia de Vassouras também sofria com a falta de acessibilidade do imóvel, então foi transferida para uma nova sede, na qual foram instalados mais um escritório compartilhado, uma sala de reunião com equipamentos para peticionamento eletrônico. A nova sede da OAB/Vassouras fica na Avenida Aldo Cavalli, 401.

A presidente da subseção, Rosânia Lucia Figueira, demonstrou gratidão pelo investimento da Seccional. 

“Depois de muito esforço apoiado pela OABRJ, conseguimos reinaugurar nossas instalações em um local adequado para atender a advocacia local. Hoje temos mais escritórios compartilhados, um auditório decente, salinha de reunião”.

Representante da Diretoria da Seccional, Pedrazzi afirmou que os investimentos nas subseções são a materialização de um dos principais compromissos de campanha da gestão Luciano Bandeira: mais escritórios compartilhados nas sedes da capital e do interior. Até aqui, o total chega a 250 estruturas instaladas no estado.

“Trata-se de um projeto constante de acolhimento à classe que viabiliza a realização de audiências virtuais, propiciando estrutura e conforto dentro das sedes da Ordem, a casa da advocacia”. 

Para o presidente da Caarj, Ricardo Menezes, as melhorias implementadas expressam a forma como o valor da anuidade é revertido pela gestão Luciano Bandeira em favor da advocacia. 

“Conforme sobe o índice de contágio da Covid-19, a situação tende a ficar mais difícil para a classe, que vai precisar cada vez mais desses espaços”, avalia.