Em reunião realizada nesta quarta-feira, dia 11, entre representantes da OABRJ e o corregedor-geral do Ministério Público do Trabalho (MPT), André Luís Spies, e o procurador-chefe do MPT no Rio de Janeiro, João Batista Berthier, ficou estabelecida a cooperação entre as duas entidades no sentido de promover a defesa institucional da Justiça do Trabalho.

O presidente da Comissão da Justiça do Trabalho (CJT) da OABRJ, Sérgio Batalha, explicou que também ficou acertado um esforço conjunto para a criação de um fórum de instituições que culminará em uma campanha em prol da Justiça Trabalhista. "Outro ponto de grande relevância na reunião foi o consenso no sentido da necessidade de garantir a sobrevivência das entidades sindicais, hoje vítimas de um verdadeiro estrangulamento financeiro", destacou Batalha. 

Segundo ele, a OABRJ e o MPT vão debater medidas que possibilitem a arrecadação dos recursos necessários à manutenção da atividade sindical. "Consideramos a atividade como fundamental para o mundo do trabalho e para a própria democracia", disse.

Também participaram da reunião o presidente da Comissão de Relações Institucionais da OABRJ e diretor de Comunicação, Marcus Vinicius Cordeiro; o secretário-geral da Ordem e presidente da Comissão de Direitos Humanos, Álvaro Quintão; o presidente da Comissão de Direito Sindical, Márcio Cordero; o procurador-geral da Seccional, Alfredo Hilário, o assessor da Presidência da OABRJ, Carlos André Pedrazzi, e a vice-presidente da CJT, Márcia Bittencourt.