OAB/RJ solidariza-se com famílias de policiais assassinados

 

 

21/11/2007 - A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Rio de Janeiro (OAB/RJ), manifestou hoje sua solidariedade às famílias dos policiais militares e do oficial do Exército mortos em três ataques criminosos na noite de terça-feira e na madrugada desta quarta.

 

A presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ, Margarida Pressburger, afirmou que lamenta profundamente os covardes assassinatos do capitão do Exército Wander Cerqueira de Souza, do cabo do Bope Cláudio Adonai Cavalcanti Xavier e dos policiais militares Marco Aurélio dos Santos, Reinaldo Calheiros e José Avelar Costa, do 23º Batalhão.

 

Margarida Pressburger informou que a Comissão está à disposição das famílias para oferecer-lhes a orientação jurídica que julguem conveniente. "A OAB/RJ espera que os autores dos crimes sejam identificados, presos e condenados, de acordo com a lei", disse ela.

 

A presidente da Comissão de Direitos Humanos informou ainda que convidou as famílias do sargento PM Marcos Aurélio Alves de Oliveira e do cabo PM Leonardo Petersen de Freitas, assassinados no último dia 8, no Andaraí, a participar da reunião da Comissão que se realizará às 11h de sexta-feira, 23, para que a Ordem preste o auxílio jurídico que se faça necessário.