Pesquisa da AMB mostra rejeição a foro privilegiado

 

 

Da Folha de S. Paulo

 

29/09/2007 - A grande maioria dos brasileiros discorda do foro privilegiado, pelo qual as autoridades só podem ser julgadas por determinado tribunal (79,8%), e acha que os políticos que respondem a processo deveriam ser proibidos de disputar eleições (94,3%), segundo pesquisa divulgada pela Associação dos Magistrados Brasileiros.

 

A pesquisa mostra que uma pequena parte dos entrevistados confia nas instituições políticas, como a Câmara (12,5%), os partidos (16,1%) e os políticos (11,1%). Para 95,4%, a reforma política é importante. A pesquisa foi coordenada pela Opinião Consultoria e pela Universidade de Brasília. Foram ouvidas 2.011 pessoas com mais de 16 anos, por telefone, de 4 a 20 de agosto.

 

Segundo o levantamento, 84,9% acreditam que a corrupção pode ser combatida. A instituição mais relevante nesse combate é a Polícia Federal para 25,1%, e o Ministério Público para 22,8%.

 

As instituições que inspiram mais confiança dos brasileiros são: a Polícia Federal (75,5%), as Forças Armadas (74,7%), os juizados especiais (71,8%), e a imprensa (59,1%). Dentre os segmentos do Poder Judiciário, os mais confiáveis são os juizados de pequenas causas (23,6%), seguidos do Supremo Tribunal Federal (20,5%) e da Justiça do Trabalho (19,2%).