Novidade do mandato Luciano Bandeira na OABRJ, a Escola de Gestão de Pequenos e Médios Escritórios da Seccional iniciou, nesta segunda-feira, dia 1º, seminários sobre gestão voltados para a realidade local das subseções

A OAB/Bangu foi a contemplada com a primeira edição do projeto, que precisou migrar para o ambiente virtual por causa da pandemia do novo coronavírus. São três encontros realizados pela plataforma Google Meet (o de hoje, o de quarta, dia 3, e o de sexta-feira, dia 5, sempre às 15h30). É preciso inscrever-se pelo email: [email protected]

A próxima subseção a promover o curso será anunciada aqui no Portal da OABRJ, no Painel de Eventos.

Os primeiros palestrantes foram o presidente da  Comissão de Qualificação da Gestão de Pequenos e Médios Escritórios de Advocacia, que conduz os trabalhos da escola, Tiago de Mello Cunha, e a secretária da comissão,  Silvia Correia. A ideia é envolver também os outros integrantes da comissão no projeto.

São 2.200 advogados inscritos na sede da Ordem em Bangu e apenas 76 desses declararam fazer parte de sociedades unipessoal ou pluripessoal. 

“A grande maioria atua de forma autônoma. A intenção foi impactar esse público, oferecendo um instrumental básico dos elementos de gestão”, explica Cunha. 

Os pequenos e médios escritórios, aliás, é a forma como se organizam 80% dos inscritos na OABRJ. Na prática, são estes que levam a sociedade ao Judiciário, já que grande parte da população não têm condições financeiras para contratar uma grande banca.

“Há uma deficiência na disseminação de ferramentas gerenciais entre a classe, então estamos tentando entregar um instrumental básico para que os pequenos e médios consigam oferecer seus serviços jurídicos com tranquilidade. Muitos não estariam sendo tão impactados pela crise se tivessem conhecido antes conceitos de administração”.