Formulário de busca

19/07/2018 - 18:40

OAB/São João de Meriti atua para a criação do Museu João Cândido

Por intermédio de sua Comissão da Verdade da Escravidão Negra, a OAB/São João de Meriti participou, em 24 de maio, da inauguração da sede da Associação dos Amigos do Museu João Cândido, “que tem como missão promover, valorizar, resgatar, divulgar e contribuir para a implementação do Museu Marinheiro João Cândido”, como afirmou o presidente da comissão, Evandro Aleluia.

Segundo a presidente da subseção, Julia Vera Santos, o litígio em torno da criação do museu é antigo e a Ordem vem tendo participação decisiva na busca de uma solução. “Desde março de 2017, quando criamos nossa Comissão da Verdade da Escravidão Negra, temos provocado a prefeitura no sentido de tirar os projetos do papel. A abertura da sede é um avanço, é muito bom ver o trabalho da comissão junto à sociedade civil dando frutos”, afirmou.

Conhecido como Almirante Negro, João Cândido foi o principal líder da Revolta da Chibata, movimento que, em 1910, se insurgiu contra os castigos físicos, os baixos salários e as péssimas condições de trabalho a que eram submetidos os soldados da Marinha do Brasil. Cândido se mudou para São João de Meriti na década de 1930 e lá viveu até sua morte, em 1969.

O filho do Almirante Negro, Adalberto Cândido, esteve na abertura da sede da associação e se emocionou. “É bom ver que meu pai deixou um legado e sua história é lembrada. É uma honra para nós”, disse.
 
Compareceram, também, a superintendente de Museus do Rio de Janeiro, Luciene Figueiredo; o superintendente de Políticas de Igualdade Racial de São João de Meriti, Frei Tata; e representantes de diversas entidades da sociedade civil.