Formulário de busca

16/05/2018 - 14:44

Evento apresenta desafios da Síndrome de Irlen

A Síndrome de Irlen é uma disfunção em que o cérebro tem dificuldade de processar a informação captada pelos olhos. Não é um problema óptico, mas neurovisual, causado por um desequilíbrio da capacidade de adaptação à luz, que produz alterações no córtex visual e déficits na leitura. Muitas vezes chamada de estresse visual, a condição que acomete cerca de 12% a 14% da população mundial foi o tema do debate promovido pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB/RJ no dia 18 de abril.
 
O objetivo foi aumentar a conscientização a respeito da síndrome e instigar gestores do poder público a dar mais atenção ao tema, explicou o presidente da comissão, Luís Claudio Rodrigues de Freitas. Participaram especialistas e screeners (profissionais de diversas áreas treinados e capacitados para identificar crianças com esses déficits).

Um dos principais gatilhos é o padrão de listras horizontais que aparece em textos escritos. O esforço que os portadores precisam fazer para ler letras pretas impressas em papel ou telas de computador é imenso. Causa fotofobia, cefaléia, tonturas, enjôos, fadiga e até convulsões. Com sérias dificuldades de compreensão e concentração em sala de aula, as crianças acabam sendo punidas por professores despreparados e às vezes recebendo diagnósticos falsos de dislexia.