Formulário de busca

12/04/2018 - 16:36

Disruptiva: passaporte para o universo da arte eletrônica

Quem visitar o CCBB este mês será transportado para o admirável mundo novo da arte eletrônica em seus mais variados suportes tecnológicos. E não espere apenas ficar de pé, atrás da listra vermelha marcada no chão: a proposta da exposição Disruptiva, iniciativa do File (Festival Internacional de Linguagem Eletrônica), é a imersão total. O visitante pode ser descalçado e posto numa imensa embalagem de plástico para ser embalado a vácuo (Shrink 01995, de Lawrence Malstaf, dos Estados Unidos, na foto). Ou viajar entre o mundo real e o virtual com a ajuda de óculos de realidade aumentada enquanto se senta num balanço (Swing, de Christian Marczinzik & Thi Binh Minh Nguyen, da Alemanha). PhysicalMind,  de TeunVonk (Holanda), deita os participantes entre dois objetos infláveis, que os erguem do chão e os espremem suavemente. Além dessas instalações, as 120 obras com curadoria de Ricardo Barreto e Paula Perissinotto incluem videogames e animações. A mostra é dividida em quatro eixos: o corpo vivencial, o corpo cinético, o corpo virtual e o corpo lúdico. “Através da relação interdisciplinar das artes com a tecnologia, conquistas efetivas transformaram o processo criativo e a maneira de se expor obras de arte. Seja na relação da obra com o público ou do público com o espaço expositivo, possibilitando, por vezes, novos comportamentos dentro do espaço da exposição”, diz Perissinotto. 

O festival, que desde 2000 dedica-se à arte eletrônica e seus desdobramentos, dá espaço a artistas cujo trabalho não se debruça apenas nas inovações tecnológicas, mas na diversidade dos novos comportamentos que a sociedade acaba incorporando. Um exemplo é o uso artístico das selfies. Os autorretratos, possibilitados pelo surgimento dos smartphones, são mote para algumas das obras. 
 
Serviço
  • Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)
    Rua Primeiro de Março, 66 - Centro 
    Telefone: (21) 3808-2020
    Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.
    De 13 de abril a 4 de junho
    Entrada gratuita
    Classificação livre