O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) indicou aos tribunais país afora o uso da plataforma Cisco Webex para a realização de videoconferência nesta retomada dos prazos processuais (na segunda-feira, dia 4, voltaram a correr os dos processos eletrônicos e, no dia 15 deste mês, é a vez dos físicos). A escolha do CNJ vai ao encontro dos anseios da OABRJ, que solicitou em ofícios ao TRT-1, TJRJ e TRF-2, enviados na quarta-feira dia 29, a adoção desta única plataforma de videoconferência para facilitar a capacitação da advocacia. 

O manual anexo ensina de forma clara como usá-la. Estão lá instruções para se fazer a instalação (gratuita) no desktop, agendar e iniciar reuniões, compartilhar a tela, realizar entrevista reservada com o réu e inserir a gravação da audiência na nuvem, entre outras dicas.