Formulário de busca

05/09/2012

Seccional cria maior rede de cursos telepresenciais do Rio de Janeiro

Um grande leque de conteúdo jurídico está sendo aberto às subseções. Desde o final de agosto, advogados de todo o Rio de Janeiro podem ter acesso a congressos e aulas ministrados por juristas renomados, através da maior rede de ensino telepresencial do estado, criada pela OAB/RJ.
 
A princípio, os cursos serão transmitidos via satélite para 42 pontos e a previsão do diretor da Escola Superior de Advocacia (ESA), Renan Aguiar, que está a frente do projeto, é de que até o fim do ano a escola alcance 51 pontos. "Nossa intenção é atender a todas as subseções, mas algumas ainda não têm estrutura para isso. Outras estão dentro de fóruns, o que também inviabiliza a instalação de uma sala para as aulas", afirma ele.
 
"Existe uma dificuldade real para os advogados de algumas cidades do interior se locomoverem para a capital. O que pretendemos é encurtar essa distância. Vamos atender ao maior número possível de subseções, inclusive as mais próximas do Centro, para que todos tenham acesso ao mesmo conteúdo no mesmo dia, horário e pelo mesmo professor. Além disso, todos os cursos dessa primeira fase do projeto serão gratuitos", acrescenta.
 
Segundo o diretor, as aulas serão transmitidas ao vivo e os alunos terão a chance de interagir com o professor através de um computador instalado em cada sala. "Eles farão as perguntas por um programa de comunicação", informa.
 
O coordenador executivo do projeto, Luiz Felipe Bezerra prevê que, nessa primeira fase, a rede atenda pelo menos dois mil alunos por aula. "O modelo que está sendo utilizado permite a realização de transmissões para qualquer ponto do Brasil ou até da América Latina. Muitas instituições privadas não têm essa capacidade", compara ele.
 
Satélite foi mais viável
 
A opção por realizar as teletransmissões via satélite, de acordo com Renan, se deu por conta da realidade das conexões de internet no interior: "Muitos cursos telepresenciais só trabalham com transmissões pela internet.
 
Programação de cursos telepresenciais
Entretanto, priorizamos o uso do satélite porque via web estaríamos sujeitos a constantes interrupções no vídeo, em decorrência da baixa qualidade da banda larga fora da região metropolitana", explica. Apesar da escolha pelo satélite, o diretor da ESA frisa que a transmissão online está nos planos da escola: "Nossa pretensão é, futuramente, disponibilizar esses vídeos também pela internet para visualização ao vivo e para o download".
 
 
Primeiras transmissões
 
Depois de uma transmissão experimental bem sucedida durante a OABExpo, no dia 3 de agosto, a ESA iniciou oficialmente o projeto no dia 31 de agosto, transmitindo para as 42 salas o Congresso de Direito ao Patrimônio Genético, realizado na sede da Seccional.

Em setembro, a programação contará com temas relacionados à Língua Portuguesa, Direito e Tecnologia da Informação, arbitragem e Processo Civil.